Exame indicado para diagnosticar e tratar doenças do esôfago, estômago e duodeno através de um aparelho chamado videoendoscópio. Flexível e com iluminação, esse aparelho permite que todo trajeto percorrido durante o exame, desde a boca até porções iniciais do duodeno seja visualizado.

O paciente será monitorizado para acompanhar o nível de oxigênio no sangue e os batimentos cardíacos. Poderá ser colocado um cateter de oxigênio nasal. Se necessária, pequenas amostras de tecido (biópsias) podem ser coletadas para estudo anatomopatológico e ou para pesquisa da bactéria Helicobacter pylori.

O exame não causa dor, porém após o exame poderá ocorrer desconforto à deglutição (ao engolir), principalmente pacientes que tem muitas náuseas e vômitos, mesmo que recebam dose maior de sedação.

Não se recomenda realizar esse exame durante a gestação. Ele só é realizado se os riscos forem considerados menores que os potenciais benefícios do exame, após discussão entre a paciente e o seu médico.

Se estiver grávida ou amamentando, algumas medicações não podem ser utilizadas, portanto essa informação deve ser fornecida ao agendar o exame. Após a realização do mesmo, recomenda-se que o leite seja retirado completamente por bombinha após 4 a 6 horas da realização do exame e descartado. Depois disso a amamentação pode ser realizada sem riscos ao bebê.

endoscopia